segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A escravidão do sucesso





Você é uma pessoa feliz com o que tem? Ou você está na busca constante e avassaladora por um sucesso na vida?

Sempre achamos que nunca temos o suficiente e por consequência, muitas vezes traçamos objetivos que todos sabem que não dará certo, mas as vezes teimamos até ver no que vai dar.

Essa semana assisti uma novela que aborda o assunto de tráfico de mulheres, e no meio da trama conseguimos enxergar em muitos momentos  algumas lembranças dessas mulheres... Nessas lembranças, elas veem o quanto perdeu em arriscar tudo por algo "ilusório". Nessas horas dá para lembrar de uma certo ditado popular: Algumas pessoas sempre dizem que não tem nada na vida e quando há um desastre, lamenta porque perdeu tudo - vá entender a mente humana.

Acho que em muitos momentos esquecemos de dar valor no que temos e principalmente nas pessoas que nos cercam... 

A mente humana está tão presa a certos padrões, que temos dificuldade de ver a nossa felicidade no que já existe.

E você, o que faz para manter sua mente livre de tais "prisões"?

Encontrei um vídeo bem legal sobre o assunto. Até mais...




11 comentários:

  1. Procuro não ser contaminado com este desejo de ter.., e buscar somente o ser. Por outro lado, se não tivermos o auxílio de ferramentas de alguns "teres" na vida durante o caminho, poderíamos não enxergar e aprender o que nos é necessário em aprendizado, é um ponto complexo, mas tudo tem o seu lado positivo e negativo. Enfim, acredito que para não sermos engaiolados pelo sucesso, devemos manter a nossa simplicidade de viver a vida nas coisas pequenas que ainda temos conosco. Tenho para mim que o melhor estágio de uma pessoa que esteja bem sucedida é aquela que possui paz e harmonia em sua consciência, fazendo o seu melhor.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia meu amigo Luks! Lindo isso, post maravilhoso, bem do jeito em que encaro viver, com amor, paz, alegria, vivendo a cada dia, vendo meus netos crescendo e tentando e acho que conseguirei passar lindos valores para eles, assim como passei aos meus filhos juntamente com meu amado marido, estamos envelhecendo, mas acredite, com muito prazer, muita alegria, isso escrevo em meus textos quase que todos os dias!
    A Vida com "V"como costumo dizer e escrever, desejo-a para você e toda a sua familia!
    Abraços e feliz natal e um novo ano repleto de realizações, ("sem utopia", lindo o vídeo)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz Natal Ivone e seus amigos e família... Você sempre deixando o blog mais leve e cheio de paz. Concordo 100% com o que você "disse": levar a vida se utopias...
      Att.,
      Luks

      Excluir
  3. Olá, pois é, final de ano costumamos agradecer muito pelo que temos, mas e durante o ano. A novela está levantando um tema forte e importante ser discutido. Precisamos é de equilíbrio e o ter e o ser, afinal tudo que for em excesso fará mal (ou quase tudo).

    Obrigada pela visita ao Trilhas, já votou na enquete e visitou o post sobre o que os leitores gostariam de ver no blog em 2013, agradeço se participar.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 100% de acordo. Já votei sim, acho que fui o primeiro...rs. Valeu pela visita.
      Att.,
      Luks

      Excluir
  4. Oii Luks, muito interessante o assunto levantado, penso que a mídia e a sociedade em geral incuti desde cedo na cabeça das crianças que sucesso é fama e dinheiro, consequentemente assim vc seria feliz.... Mas depois que crescemos temos a obrigação de amadurecer e perceber que sucesso e felicidade nada tem a ver com o que nos foi ensinado. Ali digo obrigação de amadurecer, porque na minha concepção o ser humano tem o DEVER de pensar e consequentemente questionar, sempre questionar o que lhe é dado como verdade.

    Infelizmente algumas pessoas não passam por esse "amadurecimento" digamos assim, e ficam o resto da vida se lastimando e se deprimindo... Enfim, dava pra escrever muita coisa aqui né rsrs, se formos no cerne da questão veríamos que tudo não passa de uma visão que nosso sistema capitalista implantou, para gerar a eterna competição. Competir para TER, ter mais dinheiro, mais fama, mais felicidade, o lema é EU TENHO.

    Infelizmente as crianças estão sendo moldadas dessa forma, sempre foram, nós fomos.... Alguns conseguem se "libertar" um pouco dessa visão, mas a maioria não, por isso tantos consultórios cheios de depressivos.
    enfim, rsrs é isso aí, adorei o tema.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. E aí Luks? Abraço pra você!

    Há os que dão pouco do muito que possuem, e fazem-no para serem elogiados, e seu desejo secreto desvaloriza suas dádivas. Há os que pouco têm e dão-nos inteiramente. Esses confiam na vida e na generosidade da vida e seus cofres nunca se esvaziam. Há os que dão com alegria e essa alegria é sua recompensa. Há os que dão com pena, e essa pena é seu batismo. E há os que dão sem sentir pena, nem buscar alegria e sem pensar na virtude. Dão, como num vale o mirto espalha sua fragrância no espaço. Pelas mãos de tais pessoas Deus fala; e através de seus olhos Ele sorri para o mundo.

    - Khalil Gibran




    - Kahlil Gibran

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o teu texto...
    Como disse um comentário aí em cima, a sociedade incute nas nossas mentes certos padrões do que é ter sucesso na vida, padrões esses que na maioria das vezes consistem em ter dinheiro, ser famoso, ou coisas do tipo, e isso influencia de tal forma que a maioria das crianças, principalmente aqui no Brasil, pensa em se dar bem na vida de forma fácil, sendo que as principais profissões sonhadas por elas são jogadores de futebol, modelo, etc.. Respondendo a tua pergunta no final do post, acho que se manter longe dessas prisões é um missão meio difícil, mas tento dar valor ás coisas realmente importante na vida, aos momentos com essas pessoas, etc...
    Encontrei teu blog meio por acaso e gostei muito dele!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curti muito essa visita por acaso, valeu!
      Att.,
      Luks

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...